ATUALIDADE

Logomarca

NOTÍCIAS - ATUALIDADE

Professores da Rede Municipal entram de greve a partir desta sexta em Divinópolis

08/11/2018

imprimir Facebook Twitter Google
Capa

Em reunião realizada nesta quinta-feira (8) com todos os diretores das Escolas Municipais e Cmeis de Divinópolis ficou definido que os trabalhadores da educação entrarão em greve por tempo indeterminado a partir desta sexta-feira (9). Segundo o Sintemmd - Sindicato dos Trabalhadores da Educação Municipal do Município de Divinópolis, a categoria não suporta mais as desculpas da Prefeitura, que culpa Governo Estadual pelo não pagamento dos salários na sua integralidade.

No início da noite desta quarta-feira (7) a Prefeitura anunciou que pagará aos educadores apenas R$ 500 correspondentes à folha de setembro, o que deve ocorrer na próxima segunda-feira (12). "Na verdade, a Prefeitura está devendo setembro e outubro e não diz quando vai pagar a totalidade dos salários", disse Rodrigo Rodrigues, diretor do Sintemmd. "Desde o dia 9 Já nos reunimos com representantes da Prefeitura várias vezes, e eles só sabem dizer que não têm dinheiro porque o Governo Estadual não está repassando a verba do Fundeb", disse se referindo ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação.

Ainda hoje, às 17h, os profissionais da educação farão um Ato Público na Escola Estadual Engenheiro Pedro Magalhães, localizada à Rua Engenheiro Benjamim de Oliveira, no bairro Esplanada. Essa manifestação marcará o início da greve que afetará 14 mil alunos de 34 escolas municipais e mais 20 cmeis. "Esperamos a adesão dos cerca de dois mil servidores da educação", completou Rodrigo Rodrigues. 

Nota da Prefeitura divulgada na tarde desta quinta:

Divinópolis, 8 de novembro de 2018 - A Administração Municipal vem a público repudiar a atitude de quem se utiliza da crise financeira dos municípios para tentar tirar proveito político de tão grave realidade. A Prefeitura de Divinópolis reafirma que o pagamento dos professores da rede municipal é feito com os recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e que o repasse desse dinheiro é de inteira responsabilidade do Governo Estadual. Porém, o Governador do Estado, Fernando Pimentel, descumpriu uma determinação constitucional e não repassa os recursos aos Municípios. 

Enquanto foi possível, o Município utilizou-se do caixa único da Prefeitura para quitar o que seria responsabilidade do Estado. Porém, a situação tornou-se insustentável. A dívida com Divinópolis, somente do Fundeb, já totaliza R$ 13 milhões, valor suficiente para regularizar os salários dos profissionais da Educação. Lamentavelmente, tal realidade se reflete em todo o Estado, o que coloca os 853 municípios mineiros em uma completa situação de penúria que já se reflete no dia-a-dia dos cidadãos.


Por Amaral Júnior


 1 2 3 4 Fim