POLICIAL

Logomarca

NOTÍCIAS - POLICIAL

Discussão entre foliões termina com uma morte e quatro feridos no pé-carnaval do Divino

17/02/2020

imprimir Facebook Twitter
Capa

Uma discussão entre foliões que participavam do pé-carnaval do Divino no último sábado terminou com a morte de Thiago Henrique Santos, de 19 anos, morador da cidade de Oliveira.

Thiago e mais quatro amigos, que também moram em cidades vizinhas, vieram conhecer a festa e já no final do evento foram baleados durante uma discussão com outro grupo de homens na Avenida JK, esquina com Rua Elisa Pinto do Amaral, no bairro Padre Libério. 

Thiago levou cinco tiros e morreu a caminho do Hospital São João de Deus. Os amigos também foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e pelo SAMU. Três foram levados para UPA e um, em estado grave, foi encaminhado para a Sala Vermelha do Hospital São João de Deus.

A Polícia Militar informou que os atiradores fugiram em um Fiat Pálio e até o momento ninguém foi preso.

Nota Prefeitura 

A organização do Pré-Carnaval 2020 de Divinópolis, que perpassa o poder público e reúne também, de forma fundamental, representação das forças de segurança, sociedade organizada e blocos e agremiações que fazem a festa, vem a público manifestar seu pesar em relação aos incidentes registrados ontem (sábado), já no final do evento, não no espaço específico da festa, mas na região adjacente.

Tal ressalta se torna necessária para que fique claro também o sucesso do evento, pelo qual passaram milhares pessoas ao longo do dia, sem o registro de incidentes ou ocorrências de destaque, ratificando a decisão acertada na transferência da festa para o local deste ano.

Ressalta-se também que, até onde se tem a apuração dos fatos, os incidentes estão relacionados ao comportamento, não tendo sido registradas falhas de segurança na organização. E, por se tratar consequentemente de relacionamentos interpessoais, torna-se impossível a onipresença dos agentes de segurança, fato este, infelizmente, aplicado não só à folia, mas ao nosso dia-a-dia.

Destaca-se ainda o atendimento prestado em assuntos de segurança e saúde por agentes públicos, como SAMU, Corpo de Bombeiros e UPA, devidamente mobilizados e prontos aos chamados.


 1 2 3 4 Fim