POLÍTICA

Logomarca

NOTÍCIAS - POLÍTICA

SEMUSA espera pagar os médicos da UPA até o dia 22 deste mês

14/11/2017

imprimir Facebook Twitter Google
Capa

O secretario municipal de Saúde de Divinópolis, Rogério Barbieri, explicou o motivo do atraso de salário dos médicos terceirizados que trabalham na UPA - Unidade de Pronto Atendimento.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (14) ele revelou que o governo do estado não está repassando uma verba no valor de R$ 125 mil mensais. "São quase dezesseis meses de atraso, totalizando uma dívida de cerca de R$ 2 milhões", explicou.

Para acertar esses débitos para que os médicos voltem a atender a população normalmente, a Prefeitura recorreu ao Ministério da Saúde, que liberou em caráter de urgência R$ 1 milhão para o município por intermédio do deputado federal Domingos Sávio (PSDB). "Esperamos pagar os médicos até o dia 22 deste mês", disse o secretario.

Enquanto os débitos estiverem pendentes os médicos prometem atender apenas os casos emergenciais na UPA Padre Roberto. "Os pacientes que não forem casos graves, classificados pelo protocolo de Manchester, vão receber atendimento nos postos de saúde", explicou Barbieri.


Posicionamento da Secretaria de Estado da Saúde

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde informou que último depósito realizado em benefício da UPA de Divinópolis, no valor de R$ 125 mil (relativo à competência de outubro de 2016), foi pago em junho de 2017. O pagamento referente ao período entre novembro de 2016 e setembro de 2017 aguarda disponibilidade financeira para ser efetuado.


Vereadores se reúnem com prefeito

O prefeito Galileu Machado (PMDB) recebeu na tarde desta terça-feira 15 vereadores que foram ao prédio da municipalidade em busca de solução para a UPA. Também estavam presentes o vice-prefeito, Rinaldo Valério, o secretário municipal de Saúde, Rogério Barbieri e o diretor geral da UPA, Marco Aurélio Lobão.

De acordo com o vereador Eduardo Print Júnior (Solidariedade) a UPA continuará funcionando com esse crédito que o deputado federal, Domingos Sávio, conseguiu.

"Precisamos cobrar da prefeitura a boa gestão desses recursos. A população e nós vereadores estaremos atentos e fiscalizando. Precisamos tirar nossa saúde da UTI", disse.



 1 2