UTILIDADE PÚBLICA

Logomarca

NOTÍCIAS - UTILIDADE PÚBLICA

ENEM X ANSIEDADE

01/11/2018

imprimir Facebook Twitter Google
Capa

Ansiedade / ENEM

A ansiedade pode ser um modo de ver a vida desde sempre, ou seja, tenho um jeito apressado de viver, vivo sempre no futuro não saboreando os acontecimentos diários e ou pode fazer parte de determinados momentos da nossa existência em que mudanças, decisões, posicionamentos estejam diretamente envolvidos. Em todos os casos, quando a ansiedade sai fora do controle sofremos danos.

No caso específico do ENEM, a ansiedade surge devido a expectativa pessoal, familiar e social. E vem sorrateira como insegurança, esquecimento e até mesmo como somatizações – náuseas, tremores, dores abdominais, enxaquecas, diarreias, etc.

A dica para você que se preparou é:

1-  Use estes últimos dias para relaxar e alimentar-se bem;

2-  Faça coisas que gosta;

3-  Perceba as manifestações da ansiedade e diga para elas: ok vocês estarem aí, é justo, eu te reconheço porém, eu estou no controle .

A ansiedade tem que estar em seu lugar. Quando eu a vejo ela vai para o seu lugar que é dentro de mim, uma parte de mim. Quando eu a ignoro ela precisa chamar mais atenção e vai crescendo, crescendo...cresce tanto que toma o lugar do EU! Então a ansiedade nos devora e nos sabotamos e perdemos o propósito, ficamos derrotados. Mas, se a reconhecemos ela fica parte integrada de nós e podemos conviver com ela, existir e fazer o que precisa ser realizado.

BOAS PROVAS E SUCESSO A TODOS!

P.S. 1) Se não der desta vez, fica a dica para o próximo ano: se preparar para o ENEM envolve desenvolvimento intelectual, emocional e físico!

P.S. 2) Como mãe vivi esta experiência no ano passado. Ano de tensão que se estende de Janeiro a Janeiro ou quiçá do ENEM de trainee até Janeiro do ano seguinte. Na semana anterior exaustão da filha de um ano de batalhas( concluir o ensino médio e se preparar para o ENEM). Acolher choro, enxugar lágrimas, auxiliar a reencontrar a autoestima abandonada pelos estudos e a resgatar a confiança e a esperança. Nos dispusemos (pai, mãe e irmã) a acompanhar no dia da prova, a fazer a comida que ela quisesse, acompanhar na compra dos lanches e canetas transparentes. No caminho para a prova era nítida a apreensão de todos. Ela me pediu para segurar na sua mão. Quando desceu do carro o incentivo que dei foi: eu te amo, está tudo bem. Nós pais também ficamos ansiosos e apreensivos e precisamos estar no controle do nosso eu para entender que apesar de tudo precisamos segurar a onda e assumir o nosso lugar de adultos. Na volta chegou cansada e com medo. Acolhi o choro mais uma vez e cuidei. Acredito que a compreensão e o apoio da família fazem a diferença nesse momento e processo. No nosso caso deu certo!

Renata Borges da Costa - Psicóloga 

CRP 04/15119

Rua João Morato de Faria, 172 sala 308 Ed Manhattan Centro

Tel. : (37) 999872853

Dúvidas ou interesse em saber sobre algum assunto? Envie-nos um email :comercial@candidesfm.com.br



 1 2 3 4 Fim