UTILIDADE PÚBLICA

Logomarca

NOTÍCIAS - UTILIDADE PÚBLICA

Prefeitura ainda não foi notificado sobre o pedido de “impeachment” de Galileu

07/12/2018

imprimir Facebook Twitter Google
Capa

A Prefeitura de Divinópolis informou por meio de sua assessoria que ainda não foi notificado sobre o pedido de “impeachment” do Prefeito Galileu Machado (MDB), protocolado nesta quinta-feira (6) na Câmara Municipal pelo vereador Sargento Elton (Patriota). O documento também foi assinado pelos vereadores Cleiton Azevedo (PPS), Janete Aparecida (PSD), Edson Sousa (MDB) e Roger Viegas (Pros).

 “Ficamos sabendo através da imprensa. Assim que a Prefeitura for notificado tomaremos as devidas providências, sem nos furtarmos em responder as acusações”.  

O argumento do vereador Sargento Elton para o pedido de impeachment se baseia nas investigações do Ministério Público sobre a oferta de emprego que Galileu teria feito ao empreiteiro Marcelo Máximo (Marreco). Em áudio vasado pelo próprio Marreco, Galileu lhe oferece o cargo de gerente de agricultura na secretaria de Agronegócio. No entanto, Marreco estava impedido de trabalhar por recomendação médica.

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito foi instaurada na Câmara Municipal para apurar o caso, sendo denominada de “CPI dos áudios”, que envolveram outras pessoas. Os áudios foram periciados pela Polícia Civil, que comprovou que não houve edições nas falas dos envolvidos.

Em outubro, o Ministério Público de Minas Gerais indiciou Galileu, Marreco e outras três pessoas por improbidade administrativa, sendo eles: Raquel de Freitas (secretária de administração) e Roberto Chaves (secretário de Governo) e o jornalista Geraldo Passos, que também foram citados nos áudios na “negociata de cargo público”.

Uma vez protocolado, o pedido será distribuído para os demais vereadores e votado durante sessão ordinária da câmara dentro de até 30 dias. Caso o pedido seja aceito, o processo de impeachment será iniciado.  


 1 2 3 4 Fim