UTILIDADE PÚBLICA

Logomarca

NOTÍCIAS - UTILIDADE PÚBLICA

Risco de rompimento de barragem da Vale em Barão de Cocais obriga 500 pessoas a deixarem casas

08/02/2019

imprimir Facebook Twitter
Capa

Moradores de Barão de Cocais, na Região Central de Minas, tiveram uma madrugada de susto e medo nesta sexta-feira. Com  risco de rompimento da barragem Sul Superior da mina Gongo Soco, da Vale, a mineradora colocou o plano de emergência em ação. A sirene tocou e cerca de 500 pessoas das comunidades de Socorro, Tabuleiro e Piteiras tiveram que deixar suas casas.

O problema ocorre 15 dias após a tragédia do rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, que deixou, até o momento, 157 mortos e 182 desaparecidos.

A retirada dos moradores foi determinada pela Agência Nacional de Mineração. A Vale informou que a Declaração de Condição de Estabilidade da estrutura foi negada por uma consultoria. Por isso, a empresa começou a executar o nível 1 do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração.

Itatiauçu

Em Itatiauçu, moradores da comunidade de Pinheiros tiveram que deixar o local na madrugada de hoje após as sirenes serem acionadas devido ao risco de rompimento de uma barragem da empresa Acerlomital. A informação é da Jornalista Gisele Souto do Jornal Agora.

Por volta de 2h as sirenes foram acionadas e houve correria e pânico. A Polícia Militar Rodoviária, em Divinópolis, informou que cerca de 200 pessoas foram levadas para um hotel, em Itaúna. Vários ônibus foram colocados à disposição para evacuação de mais pessoas.

A represa possui 80 metros de altura e estaria na eminência de se romper.  


Início  15 16 17 18 19 20 21 Fim